R&A - Esclarecimentos sobre Impostos

Bloqueado
Raikael
Napoleon
Mensagens: 630
Registado: 31 out 2008, 19:42
Profile @ eRepublik

R&A - Esclarecimentos sobre Impostos

Mensagem por Raikael » 01 mai 2009, 20:14

Achei que podia dar uma ajuda:


Pequena introdução:

A R&A Corp é uma parceria ocorrida em Janeiro deste ano entre os jogadores Raikael e aovelhanegra e este artigo pretende ser o primeiro de vários a analizar o mercado económico e político e também "agitar" um pouco os media portugueses.

Neste primeiro artigo decidimos abordar os impostos e a valorização do PTE.
O eRepublik possui apenas três simples impostos. São eles:

Income Tax:

Income Tax é um imposto estabelecido pela Administração do País que é descontado quando um Empresário colecta dinheiro de uma conta da empresa.
É também deduzido dos salários recebidos pelos trabalhadores. As receitas fiscais são adicionadas à conta do país.

Exemplo:
Se trabalhas numa empresa de Food e o teu salário for 20 PTE o Income Tax de Food de Portugal é de 5% actualmente, então será descontado 5% do seu salário: 1PTE, fazendo com que recebas 19 PTE. Esse 1 PTE vão para o Tesouro Nacional do país.

Income Tax altos (99% ou 50%) representam os casos em que há um monopólio estatal nesses sectores. Apenas as estatais conseguem pagar o resto do salário de outra forma.

O limite máximo dos Income Tax nos sectores de Constructions e Manufacturing são 99%, enquanto que nos das Land (Matérias-Primas) são 50%.


Import Tax:

É a taxa que actua nos preços sobre os produtos estrangeiros vendidos em Portugal. Se a Import Tax do sector Armas, por exemplo, for 50% e uma empresa estrangeira (independente da onde seja) decide vender armas em Portugal a 50PTE a unidade, então seu preço na verdade será 25 PTE, sendo que os restantes 25 PTE vão para o Tesouro Nacional. (NOTA: Para efeitos de simplificação optou-se por se considerar o VAT (explicado à frente) a 0%).

Na maioria dos casos, os Import Taxes atingem níveis que podemos chamar de "óptimos" para equilibrar duas coisas importantes: empresários portugueses manterem um bom preço dos seus produtos e com uma certa vantagem sobre as importações, mas também deixar o país "aberto" aos produtos importados, que estimulam a concorrência com os nacionais e fazem com que os preços descam ainda ainda mais evitando monópolios.


O limite máximo dos Import Tax em qualquer sector é 99%.


VAT:

Value Added Tax, ou Imposto sobre o valor agregado em português, é o imposto que recai sobre o preço dos produtos. Se o VAT do sector de food, por exemplo, for 5% e quiseres vender uma comida a 10 PTE, então ele será vendido a 10.5 BRL e só lucrarás apenas 10 PTE. Esses 0.5 PTE irão para o Tesouro Nacional.

Não existe VAT nos sectores de matéria-prima (Grain, Wood, Oil, Diamonds e Iron) e o limite máximo nos outros sectores é 99%.


Conclusão: O preço final de um dado produto resulta da soma do Import Tax + VAT e que o Income Tax é a percentagem retirada da colecta de dinheiro das empresas e dos salários dos trabalhadores.



Pequena mini-análise:

Em ePortugal o Income tax está bastante baixo para aquilo que o estado quer (que é aumentar o valor do PTE) e para o que o estado tem como despesas (escolas/gifts/armas/elite).

Para aqueles que acham que não deviam de existir empresas do estado, pensem que sem elas não teríamos casas fabricadas em ePortugal, as Escolinhas, e certas partes dos mercados que não há intervenção privada (Como até à bem pouco tempo food q4 entre outras).

"O PTE valorizou de 0.004 para 0.006 e os impostos estavam baixos... então para que é preciso subir os impostos?"
R: O que o pte valorizou acaba por ser uma espécie de "bluff". Tem vindo a valorizar é certo... mas valorizou de 0.004 para 0.006, ou seja, 50% mas isso não quer dizer que estado retirou 50% do PTE de circulação! A maneira mais segura de valorizar o PTE é a de ir retirando de curculação lentamente. É aí que os impostos têm um papel vital!

O Income tax deve ser igual para todos os sectores Manufactering e Construction, nas raws não se deve aplicar (ou muito baixo) porque ia afectar nos outros sectores.

Se queremos que o PTE valorize relativamente depressa e de uma maneira estável, o income tax tem de estar pelo menos a 7% em todos os sectores (o ideal era mesmo 20%, mas seria um corte muito grande no rendimento de todos os trabalhadores de uma vez só) o que valorizava a moeda, e ainda daria fundos para o estado, para situações necessárias como a perspectiva de batalhas iminentes.




A Gestão da R&A Corp ,

Raikael & aovelhanegra
Imagem

pesgores
Caesar
Mensagens: 438
Registado: 30 jun 2009, 17:15
Profile @ eRepublik

Re: R&A - Esclarecimentos sobre Impostos

Mensagem por pesgores » 30 jun 2009, 17:53

Essa do Import Tax está mal explicado...

Se os eEstrangeiros metem a vender por 50PTE, e segundo o vosso exemplo, o Import Tax é de 50%, o que acontece exactamente? Quem paga e quem recebe o quê?

Arbus
Caesar
Mensagens: 256
Registado: 29 ago 2008, 19:33

Re: R&A - Esclarecimentos sobre Impostos

Mensagem por Arbus » 30 jun 2009, 17:57

O consumidor paga 50pte, a empresa recebe 25 e o estado os outros 25

ateop
Mensagens: 2
Registado: 14 jul 2009, 11:43
Profile @ eRepublik

Re: R&A - Esclarecimentos sobre Impostos

Mensagem por ateop » 16 jul 2009, 16:30

50/1.5= 33.3333(3)
33.3333(3)*50%= 16.6666(6)

Pelo que a empresa recebe 33.3333(6) e o estado 16.6666(6)
O consumidor paga 50 e não bufa ;)

Bloqueado

Voltar para “Arquivo”